Gestão do TJTO trabalha pela valorização do servidor; adicional de qualificação deve ser pago em novembro

Prezando pelo diálogo e o respeito ao servidor, a atual gestão do Tribunal de Justiça do Tocantins vem trabalhando em busca da valorização de sua força de trabalho. Neste sentido, mantém canal de comunicação aberto com os representantes sindicais e atua na preservação dos direitos das categorias quem compõem o Judiciário, como garantia do pagamento da data base e implantação do adicional de qualificação.

Na última segunda-feira (08/04), representantes da Presidência do TJTO se reuniram pela terceira vez com os presidentes do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado do Tocantins (Sindojus), Luana Gonçalves Rodrigues, Sindicato dos Serventuários e Servidores da Justiça do Estado do Tocantins (Sinsjusto), Fabrício Ferreira de Andrade, e Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Tocantins (ASTJ), Carlos Alberto Leal, para estudar adequações no Projeto de Lei que visa alteração na Lei Complementar nº 10/96 e Lei nº 2409/2010. Durante a reunião, o diretor geral do TJTO, Jonas Demóstene Ramos, destacou a preocupação e o compromisso da presidência do Tribunal com os servidores efetivos e afirmou que “o que se pretende é uma composição. Todos nós queremos paz, segurança, preservação de direitos e sustentabilidade para o futuro”. Nova reunião foi agendada para o dia 22 de abril.

Melhorias

Além de ouvir as demandas das entidades classistas, foi destacado no encontro os esforços da gestão para atender reivindicações como a implementação do horário corrido, já em fase de estudos; além da preservação dos direitos dos servidores, como pagamento da data base, apesar da crise financeira pela qual passa o Estado, e o pagamento do adicional de qualificação, já previsto no orçamento, para o mês de novembro.

Presenças

Além dos presidentes sindicais e do diretor geral do TJTO, participaram da reunião a chefe de gabinete da Presidência, Glacielle Torquato; o diretor de Gestão de Pessoas, Spencer Vampré; o diretor Financeiro, Gizelson Monteiro de Moura; a vice-presidente do Sinsjusto, Raimunda Valnisa; e o diretor Financeiro da ASTJ, Aurécio Feitosa.

 

Texto: Paula Bittencourt / Foto: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO

 

Publicada em: 10/04/2019 11:32:14