A ASTJ apoia o projeto "Mapeamento dos Riscos Psicossociais no Trabalho e Saúde Mental", promovido pela CGJUS.

 

A Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Tocantins convida a todos os servidores para participar do mapeamento psicossocial no trabalho.




Problemas e patologias relacionadas à saúde mental têm afetado pessoas das mais diversas idades e dos mais variados públicos. Diante disso, a Corregedoria Geral da Justiça (CGJUS) está desenvolvendo o projeto “Mapeamento dos Riscos Psicossociais no Trabalho e Saúde Mental”, que visa fazer um levantamento sobre a saúde mental dos magistrados e dos servidores do judiciário do Tocantins.

A primeira coleta de dados será feita no Fórum da Comarca de Palmas, de 24 a 28 de setembro próximo a partir das 9horas da manhã.

Os servidores do Judiciário lotados na comarca de Palmas serão convidados a responder um questionário que pretende avaliar áreas relacionadas ao trabalho, como sofrimento patogênico e danos físicos e psicossociais que o trabalho pode causar. Essa primeira fase pretende identificar quais os fatores de adoecimento e os riscos para a saúde mental, bem como os danos físicos e psicossociais que podem existir em consequência do trabalho. O questionário (sigiloso) é simples e fácil de responder. No próximo mês de outubro haverá uma análise e interpretação dos dados coletados e um relatório final deve ser preparado com os resultados para apresentação em novembro.


A Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Tocantins  (ASTJ) apoia essa causa e convida os servidores da Comarca de Palmas a colaborarem com a pesquisa.

Publicada em: 19/09/2018 17:56:23