ASTJ e Sindicatos protocolizam expediente solicitando horário corrido

O Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Tocantins (SINJSUTSO), por meio do seu presidente, Fabrício Ferreira, protocolizou ofício no Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), nesta terça-feira, 22 de maio, solicitando à administração do TJTO horário corrido para a classe.

No expediente, que também foi assinado pelo presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (ASTJ), Carlos Alberto Leal, e pela presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Tocantins (SINDOJUS-TO) , Luana Gonçalves Rodrigues, foi proposto a mudança no horário de trabalho dos servidores da justiça tocantinense, de 8 horas com intervalo, sendo 40 horas semanais, para 7 horas initerruptas.

O documento traz as possibilidades jurídicas referentes à mudanças na carga horária de trabalho, como também, aborda estudos que comprovam que a diminuição da jornada aumenta a produtividade e propicia melhores condições de saúde aos servidores, além de apresentar a possibilidade de economia de energia, telefone, papel e água.

O ofício protocolado propõe que seja, a princípio, implanatado um projeto piloto de três (3) meses, contemplando as 7 horas corridas, com acompanhamento e monitoramento para avaliar os benefícios da ação para os servidores, bem como para o TJTO.

Publicada em: 28/05/2018 12:41:39